Países ibero-americanos cogitam pedir cúpula mundial sobre crise financeira

San Salvador, 29 out (EFE).- Os países ibero-americanos já debatem a possibilidade de pedirem uma reunião de urgência na ONU sobre a crise financeira internacional, para a qual seriam convidados chefes de Estado e de Governo, segundo uma minuta à qual a Agência Efe teve acesso hoje.

EFE |

A primeira discussão sobre esse ponto aconteceu nesta quarta-feira, nos trabalhos preparatórios da 18ª Cúpula Ibero-americana, entre funcionários dos países da América Latina, da Espanha e de Portugal.

Amanhã, os líderes ibero-americanos abordarão a crise financeira e tomarão uma decisão a respeito da cúpula mundial proposta, já que não há um consenso geral entre todos os países sobre a realização do encontro.

A minuta preparada para os chefes de Estado e de Governo convidados para a Cúpula Ibero-americana expressa a "determinação" dos países da região em "contribuir ativamente para um processo de transformação profunda e ampla da arquitetura financeira internacional que estabeleça instrumentos de prevenção e resposta imediata a futuras crises, e garanta uma regulação eficaz dos mercados de capitais".

Além disso, o documento destaca a importância da "participação universal, democrática e equitativa no debate e na solução da atual crise financeira internacional".

No contexto das atuais turbulências, o texto também faz menção à "urgência de uma conclusão satisfatória e equilibrada para as negociações multilaterais da Rodada de Doha".

Fora isso, lembra "a responsabilidade do sistema financeiro dos países desenvolvidos na atual crise" e destaca a importância de a comunidade ibero-americana "participar ativamente da determinação da resposta internacional, necessária para a recuperação da estabilidade financeira". EFE mlg/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG