Países exportadores de gás criam entidade

Os principais países exportadores de gás - entre eles Rússia, Irã e Venezuela - finalizaram os detalhes para a criação de uma nova organização que tem o objetivo de coordenar sua política para o produto. O Fórum dos Países Exportadores de Gás (GECF, em inglês), reunido na capital russa, Moscou, aprovou um estatuto e anunciou nesta terça-feira que estabelecerá uma sede permanente em Doha, no Catar.

BBC Brasil |

Alguns observadores acreditam que a GECF, que vinha se reunindo desde 2001 como um agrupamento informal, pode evoluir para um tipo de cartel no estilo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Mas participantes da reunião insistiram que não estão tratando de estabelecer um cartél para fixar cotas e controlar os preços do gás.

O ministro de Energia da Venezuela, Rafael Ramírez, disse que os países participantes do grupo querem fundar uma organização sólida, "baseada nos mesmos princípios da Opep", mas acrescentou: "Não é um cartél. Estamos defendendo os interesses de nossos países, isto é tudo."
A Rússia garante que o plano é trocar informações e sincronizar investimentos.

'Fim do gás barato'
Mais cedo, o primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a era de gás barato está chegando ao fim.

Segundo ele, o custo da extração de gás está aumentando drasticamente, portanto "a era de fontes de energia barata, de gás barato, está, naturalmente, chegando ao fim".

Como chefe de governo do país que mais exporta gás no mundo, o que Putin diz tem grande peso junto a produtores e consumidores, de acordo com o correspondente da BBC em Moscou, James Rodgers.

Mas apesar do alerta de Putin, os preços do gás - que tendem a seguir os preços do petróleo com um atraso de alguns meses - provavelmente vão baixar no curto-prazo, disse Rodgers.

Os países-membros da GECF são Argélia, Bolívia, Brunei, Egito, Indonésia, Irã, Líbia, Malásia, Nigéria, Catar, Rússia, Trinidad e Tobago, Emirados Árabes Unidos e Venezuela.

Guiné Equatorial e Noruega são observadores.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG