Países da União Européia (UE), liderados por Alemanha, querem uma investigação independente sobre as causas do início do conflito entre a Geórgia e a Rússia, indicou o chanceler espanhol, Miguel Angel Moratinos, durante uma reunião com seus colegas em Avignon, na França.

"Vamos pedir uma investigação. Ainda não discutimos isso, mas vamos pedir", disse Moratinos, ao chegar ao histórico Palácio dos Papas para o segundo dia de trabalhos informais dos ministros sob a presidência francesa da UE.

Para o Alto Representante da UE para a Política Externa, Javier Solana, a investigação independente "não seria uma má idéia".

"Sou totalmente a favor. Investigação internacional ou não, é necessário saber o que aconteceu", reforçou o ministro francês das Relações Exteriores, Bernard Kouchner, que presidente as discussões em Avignon.

A idéia foi lançada na sexta-feira pelo chefe da diplomacia alemã, Frank-Walter Steinmeier, que destacou que é preciso saber quem teve responsabilidade neste conflito armado.

bur-mar/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.