Os países da Eurozona se comprometeram hoje a não permitir que nenhum grande grupo financeiro se declare em quebra, para evitar uma crise generalizada, anunciou o presidente do Eurogroupo, Jean-Claude Juncker.

"Estamos de acordo" para garantir que "nenhuma instituição financeira de caráter sistêmico (com importância no conjunto do sistema financeiro) declare falência", declarou Juncker, ao final de uma reunião dos ministros de Finanças dos 15 países da zona euro em Luxemburgo.

"Comprometemo-nos todos com o resgate de bancos e seguradoras", acrescentou.

ylf/mar/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.