Manágua, 29 jun (EFE).- Os países-membros da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba) decidiram hoje retirar seus embaixadores credenciados de Tegucigalpa, até que volte à Presidência de Honduras Manuel Zelaya, destituído pelo Parlamento.

"Diante da taxativa rejeição manifestada pela comunidade internacional ao Governo ditatorial que pretende se impor, os países-membros do Alba decidiram retirar os embaixadores" de Tegucigalpa, diz a declaração elaborada em Manágua e lida pelo chanceler do Equador, Fander Falconí. EFE lfp/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.