Países árabes vão mediar contatos entre palestinos e israelenses

Os ministros de Assuntos Exteriores dos países árabes aceitaram nesta quarta-feira intermediar por quatro meses as negociações de paz entre palestinos e israelenses.

iG São Paulo |

A TV estatal egípcia informou que a decisão, anunciada pelo negociador palestino Saeb Erekat, foi tomada durante uma reunião que o Comitê da Iniciativa Árabe de Paz realizou hoje na sede da Liga Árabe.

"Os ministros concordaram em ajudar a celebrar negociações indiretas entre palestinos e israelenses", disse Erakat, antes de destacar que a decisão pretende permitir "o êxito dos esforços americanos para reativar o processo de paz", paralisado há mais de um ano.

Os ministros aceitaram a mediação depois que estudaram uma proposta americana para o lançamento de negociações indiretas entre palestinos e israelenses.

Após a reunião, Erekat disse que os ministros árabes esperam que o governo americano dê sua contribuição ao diálogo, já que "Israel impõe obstáculos" com o objetivo "de abortar os esforços de paz".

Segundo Erekat, os ministros árabes têm consciência das "práticas israelenses", como a construção de novos assentamentos judaicos, a contínua ocupação dos territórios palestinos e a recente entrada da polícia israelense na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém.

"Todas estas práticas fazem parte da política israelense para abortar o processo de paz", concluiu Erekat.

* Com AFP e EFE

Leia mais sobre Oriente Médio

    Leia tudo sobre: oriente médio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG