Amã, 10 abr (EFE).- Os ministros de Exteriores de sete membros da Liga Árabe se reunirão amanhã em Amã para unificar sua postura sobre futuras negociações com o novo Governo de Israel, assinalaram hoje à Agência Efe fontes oficiais.

Participarão do encontro os países com fronteira com Israel - Egito, Jordânia, Líbano, Síria -, a Autoridade Nacional Palestina (ANP), o Catar e a Arábia Saudita, além do secretário-geral da Liga Árabe, Amre Moussa.

O objetivo desta reunião é impulsionar a iniciativa árabe de paz e unificar uma postura em relação ao novo Governo israelense, que já se mostrou reticente às conversas de paz.

O Executivo do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, se opõe à criação de um Estado palestino e seu ministro de Exteriores, o ultradireitista Avigdor Lieberman, declarou que seu Governo não está vinculado ao processo de paz iniciado em Annapolis (EUA), e que as negociações com os palestinos estão em ponto morto.

Os países árabes decidiram na cúpula de Doha do mês passado intensificar os movimentos diplomáticos para impulsionar a iniciativa árabe de paz.

Essa proposta estabelece a paz em troca da devolução dos territórios ocupados por Israel na Guerra dos Seis Dias (1967), ou seja, as Colinas do Golã, Gaza, Cisjordânia e Jerusalém Oriental.

EFE ajm/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.