Países analisam em Copenhague como frear passagem de armas a Gaza

Berlim, 4 fev (EFE).- Representantes governamentais dos Estados Unidos, Canadá e oito países europeus iniciaram hoje, em Copenhague, uma reunião de dois dias para analisar as possibilidades de impedir o contrabando de armas para a Faixa de Gaza e estabilizar o cessar-fogo.

EFE |

O ministro de Exteriores dinamarquês, Per Stig Moeller, disse, em comunicado, que a conferência é uma "contribuição essencial para impulsionar os esforços internacionais para conseguir que o cessar-fogo seja durável e a situação da população civil melhore.

"Abrir as fronteiras para Gaza é crucial. É necessário possibilitar um acesso completo para a ajuda humanitária, e é necessário começar a reconstrução de Gaza," acrescentou o ministro.

O contrabando através dos túneis que ligam Egito à Faixa de Gaza foi um dos principais argumentos de Israel para a ofensiva militar de 22 dias lançada em dezembro do ano passado.

Segundo fontes governamentais dinamarquesas, o objetivo da conferência é analisar os aspectos "políticos, jurídicos, diplomáticos e técnicos" do tráfico de armas, e deliberar sobre possibilidades internacionais para impedir este contrabando.

Participam da conferência representantes dos Estados Unidos, Canadá, Dinamarca, Alemanha, Reino Unido, Espanha, França, Itália, Holanda e Noruega. EFE ih/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG