O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira que um país que pode achar petróleo a 6 mil metros de profundidade pode achar um avião a 2 mil metros. Os comentários de Lula, sobre o voo AF 447 da Air France, que desapareceu perto da região costeira do Brasil na noite de domingo, com 228 pessoas de 32 nacionalidades a bordo, foram feitos na Cidade da Guatemala, onde o presidente está em visita oficial.

Lula disse que está recebendo relatórios periódicos sobre as buscas aos destroços da aeronave por parte do ministro da Defesa, Nelson Jobim.

Jobim informou que um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) encontrou destroços do avião. A cerca de 70 quilômetros dos destroços, outro avião da FAB identificou uma mancha de óleo, o que, disse o presidente, mostra que a área é uma região de correntes muito fortes, o que poderia complicar as operações de resgate.

Em relação às perspectivas de encontrar a caixa preta do avião, o presidente disse que não há "nenhum sinal", mas afirmou crer que talvez seja possível encontrá-la quando se conseguir chegar a uma estimativa aproximada de onde o avião está. "Mas certamente vai levar tempo", afirmou.

Saiba mais:

Passageiros e relatos

 Vídeos:

Leia também:

Leia mais sobre viagem aérea

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.