Os pais da menina britânica Madeleine McCann, Kate e Gerry, pretendem escrever um livro relatando a sua experiência desde o desaparecimento da filha, em maio de 2007. Madeleine desapareceu de um hotel na Praia da Luz, na região do Algarve, em Portugal, no dia 3 de maio.

Como parte de um documentário que será exibido nesta quarta-feira pelo canal de televisão britânico ITV, o porta-voz do casal, Clarence Mitchell, afirmou que a renda do livro seria revertida em fundos para manter as buscas pela menina.

"Será a história da família, o único livro oficial. Kate e Gerry querem registrar a verdade sobre o que aconteceu com eles. Será um relato detalhado da experiência que passaram, da dor na noite do desaparecimento de Madeleine e de serem indicados como suspeitos na investigação", disse Mitchell.

O porta-voz afirmou ainda que o livro seria escrito por um ghost writer (escritor fantasma) e que o casal teria recebido ofertas de vários autores e editoras interessados na publicação.

No entanto, Kate e Gerry ainda não teriam fechado acordo sobre quem irá escrever ou publicar os relatos.

As declarações do porta-voz foram feitas em um documentário a ser exibido nesta quarta-feira para marcar o primeiro aniversário do desaparecimento da menina.

Além dos pais de Madeleine, o policial português Gonçalo Amaral, inicialmente responsável pelo caso, também anunciou que irá publicar um livro sobre o desaparecimento de Maddie.

Amaral foi retirado do caso em outubro depois de criticar ações da polícia britânica.

Leia mais sobre: Madeleine

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.