Pais de Madeleine pedem sistema de alerta único na UE

Os pais de Madeleine McCann, a criança britânica que desapareceu em Portugal em 2007, pediram a criação de um sistema único europeu para rastrear crianças desaparecidas. Kate e Gerry McCann pediram ao Parlamento Europeu, em Bruxelas, para que se melhore a coordenação entre países.

BBC Brasil |

Kate McCann pediu a criação de uma parceria voluntária entre agências de polícia e companhias de transporte. Um alerta seria dado imediatamente a todos os países quando uma criança desaparecesse ou fosse seqüestrada.

"O conceito é simples, levando-se em conta que o tempo é inimigo no caso de uma criança desaparecida. E o objetivo é galvanizar a comunidade inteira para dar assistência na busca e pela recuperação daquela criança", disse.

Madeleine McCann, da cidade de Rothley, no condado de Leicestershire, desapareceu no dia 3 de maio do ano passado de um apartamento no Algarve, em Portugal, onde passava férias, poucos dias antes de seu quarto aniversário.

Os pais, que negam qualquer envolvimento no desaparecimento da filha, foram formalmente declarados suspeitos pela polícia portuguesa.

Risco
Kate McCann afirmou que este sistema de alerta deve ser usado apenas em casos em que a polícia acredite que a vida da criança corre risco, como no caso de Madeleine.

"Deixamos claro que o alerta deve ser usado para os casos mais perigosos e não há dúvida de que uma criança muito nova que tenha desaparecido tarde da noite de um apartamento, principalmente em um outro país, entraria nesta categoria", disse.

Na União Européia, existem diferenças em como as autoridades lidam com um relato de desaparecimento de criança.

Gerry McCann afirmou que está "irritado" com a falta de progresso na implantação de um sistema unificado em toda a Europa.

O bloco europeu tem uma linha telefônica para denúncias de desaparecimento, mas apenas quatro países divulgam este número.

Países como Grã-Bretanha, França e Bélgica têm sistemas para alertar todo o país. Outros países sequer mantêm registros nacionais das crianças desaparecidas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG