Pais de Madeleine McCann consideram voltar a Portugal

LONDRES (Reuters) - A polícia portuguesa solicitou aos pais de Madeleine McCann que eles regressem a Algarve para realizar uma reconstituição da noite em que sua filha desapareceu, disse na terça-feira um porta-voz da família. Kate e Gerry McCann e seus advogados disseram que estavam considerando a proposta e que deviam decidir se ir ou não, disse o porta-voz Clarence Mitchell à rede BBC.

Reuters |

'Está em intensa discussão', declarou. 'Kate e Gerry receberão de maneira muito positiva se for algo que realmente ajude a encontrar Madeleine', acrescentou.

'Se uma reconstrução ao estilo Crimewatch (...) é o que se está propondo, então suponho que participarão', afirmou.

Mitchell ainda disse que os McCann e a BBC Crimewatch sugeriram no ano passado uma reconstrução televisionada semelhante, mas as autoridades portuguesas recusaram.

'Mas há de se perguntar, que bem isso fará um ano depois?', perguntou.

Os McCann, que ainda são suspeitos no caso, voltaram para casa em setembro passado depois de dias de interrogatórios policiais. Sua filha desapareceu no dia 3 de maio durante férias na região de Algarve, no sul de Portugal.

Detetives portugueses chegaram a Inglaterra na segunda-feira para assistir a entrevistas com os chamados 'Tapas Seven', um grupo que estava com os McCann na noite em que Madeleine desapareceu.

Mitchell disse que os McCann receberam positivamente a noticia das novas entrevistas com seus amigos.

'Estão muito confiantes de que a polícia portuguesa se apartará de essas entrevistas (...) chegando a conclusão de que não há evidência de nenhum tipo que incrimine Kate e Gerry no desaparecimento de Madeleine, eliminando-os da investigação', afirmou.

Os McCann acreditam que sua filha foi sequestrada de sua habitação de um complexo turístico quando estavam jantando com amigos.

Investigadores privados foram contratados para ajudar a encontrar Madeleine, depois de que, em setembro, a polícia portuguesa os colocou na lista de suspeitos.

No mês passado, dois tablóides publicaram desculpas sem precedentes em suas primeiras páginas aos McCann, por sugerirem que os pais poderiam ter matado sua filha e encoberto o crime.

(Reportagem de Peter Griffiths e Tim Castle)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG