Pais de Madeleine ficam em casa no 1º aniversário de seu desaparecimento

Londres - Os pais de Madeleine McCann permanecerão hoje em casa, durante o primeiro aniversário do desaparecimento de sua filha, enquanto espera-se que milhares de pessoas em todo o mundo acendam velas em homenagem à criança.

EFE |

  • Após um ano, Polícia continua sem pistas sobre Madeleine
  • Falta de pistas e campanha midiática marcaram o caso
  • Drama familiar dos McCann ganhou alcance global
  • Alguns familiares do casal viajarão à localidade portuguesa de Praia de Luz, onde ela desapareceu, para assistir a um serviço religioso, mas Kate e Gerry McCann planejam passar o dia com seus dois filhos em sua casa no condado de Leicester (centro da Inglaterra), indicou a agência local "PA".

    Nos últimos dias, o casal McCann concedeu diversas entrevistas à imprensa britânica, além de participar de um documentário, nas quais reiterou sua convicção de que Madeleine, que tinha três anos quando desapareceu, continua viva.

    Madeleine McCann foi supostamente seqüestrada em 3 de maio de 2007, no quarto onde dormia com seus dois irmãos gêmeos, enquanto seus pais jantavam com amigos em um restaurante próximo.

    Além das homenagens que acontecerão em Portugal, onde continua, sem muitos avanços, a investigação do desaparecimento, um grupo de britânicos iniciou uma campanha na qual pedem que as pessoas acendam uma vela no suposto momento em que Madeleine desapareceu.

    O clube de futebol inglês Everton, pelo qual Madeleine torcia, acenderá hoje as luzes de seu estádio entre as 21h30 e 22h (horário local).

      Leia tudo sobre: madeleine mccann

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG