Pais de Madeleine e agente luso dizem aceitar reabertura do caso

Lisboa, 10 fev (EFE).- O ex-inspetor da Polícia portuguesa Gonçalo Amaral e os pais da britânica Madeleine McCann se disseram hoje favoráveis à reabertura do processo pelo desaparecimento da criança, arquivado em 2008 pela Justiça de Portugal.

EFE |

Amaral admitiu essa possibilidade durante a última sessão do julgamento por difamação em que Kate e Gerry McCann o acusam pela publicação do livro "Maddie-A verdade da Mentira". Nele, o ex-agente vincula os pais com uma possível morte e ocultação do corpo da criança.

Já Gerry McCann disse à imprensa que não tem "nenhum problema com a reabertura do caso", embora tenha ressaltado "a necessidade de que uma investigação real seja feita". EFE atc/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG