Londres, 28 ago (EFE).- Os pais da menina britânica Madeleine McCann, desaparecida em Portugal em maio de 2007, afirmaram hoje que a aparição da americana Jaycee Lee Dugard, quase duas décadas após ser sequestrada, lhes encoraja a seguir buscando a filha com todas suas forças.

"Este caso mostra que uma criança pode desaparecer de repente sem deixar rastro e ser achada anos mais tarde", disseram hoje Kate e Gerry McCann à agência de notícias britânica Press Association.

Para eles "nunca se deve assumir que alguém perdeu a vida sem evidências que o demonstrem", por isso manifestaram sua disposição a "não se dar por vencidos" e continuar buscando sua filha.

"Ela está aí fora em algum lugar e alguém sabe onde", afirmaram os pais de Madeleine.

Jaycee Lee Dugard, de 29 anos, foi sequestrada quando tinha em 1991, quando tinha 11 anos, em um ponto de ônibus próximo da sua casa na Califórnia (EUA), diante dos olhos do pai.

E após 18 anos de buscas, quando a família tinha perdido qualquer esperança de encontrá-la viva, Jaycee foi localizada, na quarta-feira passada, junto a seus filhos, de 11 e 15 anos de idade, que teve nesse período com seu seqüestrador. EFE avh/fk

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.