Pais de assassino sabem que pedido de desculpas é insuficiente

Os pais do jovem que no domingo matou a facadas sete pessoas em um bairro comercial de Tóquio pediram desculpas nesta quarta-feira, em uma entrevista para canais de televisão, que terminou com o choro da mãe do assassino.

AFP |

"Estamos muito tristes pelos que perderam a vida ou pelos que foram feridos por nosso filho", declarou o pai de Tomohiro Kato na casa da família em Aomori.

"Em vista da gravidade do incidente, que inquieta tanto a sociedade... Sejam quais forem nossas desculpas, não serão suficientes", acrescentou.

A mãe do criminoso, atrás do marido e chorando muito, caiu diante dos jornalistas e se inclinou diante das câmeras.

Os canais japoneses não exibiram os rostos dos pais e nem divulgaram seus nomes.

Kato, 25 anos, cometeu no domingo o maior massacre registrado no Japão em ste anos.

Ele jogou sua caminhonete sobre os pedestres do bairro de Akihabara, em Tóquio, e matou três pessoas. Em seguida, ao descer do veículo, esfaqueou várias pessoas e matou mais quatro pessoas, além de ter ferido outras 10.

mis/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG