forçam crianças de 4 anos a lutarem boxe na Grã-Bretanha - Mundo - iG" /

Pais forçam crianças de 4 anos a lutarem boxe na Grã-Bretanha

Um documentário produzido por um canal de televisão britânico mostra o circuito das lutas organizadas onde os competidores são crianças com idade a partir de quatro anos.

BBC Brasil |

Intitulado Strictly Baby Fight Club (Clube de Luta Estritamente para Bebês, em tradução livre), o documentário conta a história de cinco crianças que são incentivadas e, por vezes, forçadas pelos pais a competir nas lutas de boxe tailandês organizadas especialmente para crianças.

A prática do Muay Thai, ou boxe tailandês, está se tornando cada vez mais popular na Grã-Bretanha, com cerca de 500 academias registradas.

O filme mostra que o circuito infantil também está se popularizando - em uma das lutas, realizada em março, cerca de mil adultos pagaram ingressos de 35 libras (R$115) para assistir a duas crianças de 10 e 11 anos lutarem em uma espécie de gaiola de ferro.

Segundo o programa, a mentalidade dos organizadores das competições para crianças é a de que "se você é bom o suficiente para lutar, já está pronto, a idade não importa".

Choro

Uma das crianças retratadas no documentário é a menina Miah, que participa das lutas ao lado do irmão gêmeo Kian, de cinco anos. O pai, Darren, matriculou os filhos em uma academia há sete meses e já transformou um cômodo da casa em uma sala de treinamento para as crianças, onde elas praticam pelo menos três vezes por semana.

Além disso, Darren também faz os filhos participarem de lutas organizadas, mesmo com a reação adversa da filha, que chora com freqüência antes dos combates.

"Cada vez que ela entra no ringue, sempre há uma preocupação de que irá chorar", admite o pai. No entanto, ele acredita que a prática do Muay Thai pode incentivar a filha a "cuidar mais de si mesma quando crescer".

Outra história destacada pelo documentário é a do menino Thai, de 10 anos, que foi batizado com o nome da luta. Ele já é considerado um "veterano" no circuito das lutas e sua irmã, de 14 anos, foi duas vezes campeã mundial da categoria.

O programa revela que uma semana normal para o menino envolve, além da tarefa de casa e da escola, corrida de 15 quilômetros, 400 abdominais e pelo menos dez horas de treinamento.

"O meu sonho e o sonho da mãe dele é que Thai ganhe um título de campeão", diz o pai do menino no documentário. "Não sei qual é o sonho dele, provavelmente brincar com seus soldadinhos", confessa o pai.

O documentário retrata ainda a história de Connor e Sohan, de nove anos. Connor já é o campeão da Região Sul e irá lutar pelo cinturão de ouro nacional contra Sohan.

Majhid, pai de Sohan, sonha que o nome do filho será escrito em luzes de neon. Já a mãe de Connor, Nikki, acompanha o filho em treinamentos de até 3 horas, quatro vezes por semana para garantir a performance do menino nas competições.

O documentário Strictly Baby Fight Club, dirigido por Kirsty Cunningham, será exibido nesta quinta-feira pelo canal de televisão britânico Channel 4 como parte da série de programas Cutting Edge.

Leia mais sobre crianças

    Leia tudo sobre: crianças

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG