Pai se despede de Eluana Englaro em Udine

Roma, 10 fev (EFE).- Giuseppe Englaro, pai de Eluana, a italiana que morreu na segunda-feira após 17 anos em estado vegetativo, esteve hoje no hospital Santa Maria della Misericordia, na cidade de Udine, onde se despediu de sua filha.

EFE |

Englaro evitou o contato com a imprensa e ficou junto ao corpo de sua filha por cerca de dez minutos.

Já a jornalista Marinellla Chirico, da "RAI" foi convidada por Giuseppe para visitar sua filha anteontem, e disse hoje ao diário "La Repubblica" que Eluana estava "irreconhecível" e diferente das fotos tiradas antes do acidente de trânsito ocorrido em 1992.

"Uma mulher completamente imóvel, que os enfermeiros deviam movimentar a cada duas horas", disse.

A jornalista permaneceu no quarto por quase três horas e viu as preces dos padres. Chirico disse ter sentido "um forte impacto emotivo" e classificou a situação de "devastadora".

Segundo Marinella, o pai de Eluana quis que um profissional de comunicação de confiança visse de perto o estado de sua filha.

"Giuseppe estava profundamente ferido e angustiado pelo fato de não acreditarem que sua filha vivia em condições desesperadoras", disse.

Eluana Englaro morreu ontem por volta das 20h (17h de Brasília) na casa de repouso La Quiete, em Udine (Itália), enquanto o Senado debatia um projeto de lei para proibir a suspensão da alimentação e da hidratação que a mantinha viva. EFE cps/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG