Pai entra na Justiça para manter filho vivo

Um pai deu início nesta segunda-feira a uma batalha judicial contra um hospital britânico que planeja desligar os aparelhos que mantém seu filho, de um ano, vivo.

BBC Brasil |

O menino, conhecido apenas como bebê RB, por razões legais, nasceu com uma rara condição muscular conhecida como Síndrome Miastênica Congênita, que torna difícil para ele respirar sem a ajuda de aparelhos.

Segundo a imprensa britânica, a mãe está do lado do hospital, que defende o desligamento dos aparelhos. Os pais comparecem nesta segunda-feira à Suprema Corte, para o início da disputa.

Os advogados do pai argumentam que o cérebro do menino não é afetado pela doença, o que significa que ele pode ver, ouvir, interagir e brincar.

Apesar de estar no hospital desde que nasceu e depender de um aparelho de ventilação para respirar, o bebê gosta de ouvir histórias infantis e de ouvir música, dizem eles. Os advogados estão submetendo fitas de vídeo para a corte, que, segundo eles, mostram o menino brincando.

'Caso trágico'

Mas segundo o hospital, a qualidade de vida do bebê RB é tão baixa que seria de seu interesse que os médicos não tentassem salvá-lo. Os pais, que teriam se separado "amigavelmente", se mudaram para uma casa próxima ao hospital para ficar mais próximos do filho.

Christopher Cuddihee, advogado que representa o pai, disse ao jornal Sunday Telegraph que este "é um caso trágico. O pai acredita firmemente que o bebê RB tem uma qualidade de vida que demanda que o hospital continue o tratamento para mantê-lo vivo".

"O pai, claramente adora o filho e espera demonstrar na corte que o pedido do hospital deve ser rejeitado."

Estima-se que 300 pessoas sofram da condição no Reino Unido, com diferentes graus de severidade.

Alguns dos bebês que herdam a doença morrem pouco depois de nascer, enquanto outros vivem uma vida relativamente normal com a ajuda de remédios. Nenhuma das partes envolvidas no caso pode ser identificada por razões legais.

Leia mais sobre Grã-Bretanha

    Leia tudo sobre: grã-bretanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG