menino do balão inicia pena de 90 dias - Mundo - iG" /

Pai do menino do balão inicia pena de 90 dias

Washington, 11 jan (EFE).- Richard Heene, o homem que quis ficar famoso ao dizer que seu filho voava por acidente em um balão caseiro, começou hoje uma pena de 90 dias no presídio de Fort Collins, no estado americano do Colorado.

EFE |

Heene deverá ficar pelo menos 30 dias na prisão. Depois, poderá participar de um programa de liberdade vigiada que o permitirá voltar ao trabalho e ir ao presídio apenas para dormir, segundo o jornal "USA Today".

Ao final dos 90 dias, a esposa de Heene, Mayumi, cumprirá uma pena de 20 dias, conforme a decisão do juiz do condado de Larimer, Stephen Schapanski, para que ambos possam cuidar de seus três filhos.

Em novembro, Richard e Mayumi Heene assumiram a culpa por terem feito a falsa denúncia às autoridades no dia 15 de outubro de que seu filho de 6 anos estava em um balão à deriva, em um evento ocorrido.

A história deixou os americanos em vigília e chamou a atenção da imprensa do mundo todo. Diversos veículos acompanharam ao vivo a perseguição ao balão por parte das equipes de emergências.

Depois que o balão esvaziou e chegou ao chão sem que houvesse rastro do menino, este apareceu e declarou que tinha se escondido por causa de uma briga com seu pai.

A armação foi descoberta, no entanto, no mesmo dia em entrevista ao vivo à "CNN", quando o menino disse que não respondia aos chamados do pai pelo "show".

O juiz estabeleceu quatro anos de liberdade condicional, em decisão que pode alterar caso os Heene queiram lucrar financeiramente contando sua história em um livro, série ou programa de televisão.

Além disso, os Heene terão que pagar uma multa para cobrir as despesas da operação de resgate, estimadas em US$ 46 mil. EFE sid/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG