Pai de menino do balão nega que drama tenha sido forjado

O pai do menino que se acreditava ter sido levado por um balão desgovernado nos Estados Unidos, mas que depois foi encontrado escondido dentro de uma caixa no sótão da casa, negou que o incidente tenha sido um golpe de mídia.

BBC Brasil |

Em entrevista ao vivo na rede de TV americana CNN, Richard Heene se disse "chocado" com as sugestões de que o desaparecimento de seu filho Falcon, de seis anos, pudesse ter sido forjado.

Durante a entrevista ao programa Larry King Live, o menino disse que ouviu seus pais chamando por ele, mas que ficou quieto porque "eles disseram que fizemos isso para um programa".


Richard Heene, com Falcon no colo, dá entrevista no jardim de sua casa / AP

Richard Heene e sua mulher já haviam participado do Wife Swap - um programa de reality TV em que dois casais trocam de esposas por duas semanas.

A rede de TV americana ABC descreveu os Heene como "uma família caçadora de tempestades, obcecada com ciência".

O drama do balão desgovernado voando sobre o Estado do Colorado foi acompanhado ao vivo pela TV americana na quinta-feira. O balão pousou em um pasto e foi cercado por veículos de resgate, depois de duas horas de vôo.

Mas pouco depois do pouso o xerife local Jim Alderden anunciou que o menino havia sido encontrado em segurança, escondido na casa da família.

Menino 'confuso'

A notícia foi comemorada não apenas pela família Heene, mas também pelas redes de TV americanas que acompanharam o drama. Mas horas depois, a motivação da família foi questionada durante a entrevista com a CNN.

O jornalista Wolf Blitzer, da CNN, pediu a Richard Heene que perguntasse a seu filho por que ele não saiu de seu esconderijo quando ouviu os chamados da família.

Falando de forma hesitante, Falcon respondeu: "Vocês disseram que a gente fez isso para o programa".

Pressionado sobre o que seu filho queria dizer com aquilo, Heene procurou uma resposta, afirmando que seu filho deve ter se confundido por conta da aparição da família no programa Wife Swap (conhecido no Brasil como "Troca de Esposas").

Pouco depois, Richard Heene se recusou a perguntar para Falcon, mais uma vez, o que ele quis dizer com o comentário. Em vez disso, ele respondeu ao jornalista: "estou meio chocado que, depois de tudo o que passei, emoções positivas e negativas, vocês estejam tentando sugerir outra coisa".

O xerife Jim Alderden disse que durante o resgate do balão e as buscas, ele e sua equipe estavam convencidos de que se tratava de um drama verdadeiro, mas concorda que a entrevista "levanta algumas questões".

"Pretendemos voltar e pedir à família que coopere com nossa investigação e responda mais perguntas, para resolvermos essa questão", disse ele à agência de notícias Associated Press.

Policial observa balão, após queda por perda de altitude
Policial observa balão, após queda por perda de altitude

História consistente

O xerife disse que a polícia revistou a casa da família duas vezes até encontrar o menino.

Ele disse ainda que quando a polícia interrogou o irmão de Falcon sobre seu desaparecimento, ele disse repetidamente que tinha visto o menino no balão.

"Ele disse que viu seu irmão subir no aparelho e parecia convencido disso, eles o entrevistaram várias vezes, e ele consistentemente repetiu a história", disse Alderden.

Quando jornalistas perguntaram a Richard Heene o que ele pensou quando o balão pousou sem qualquer sinal de seu filho, ele respondeu: "a única coisa que passou pela minha cabeça foi que ele tinha caído".

O balão prateado, aparentemente construído por Richard Heene, poderia chegar a dois quilômetros de altitude.

Veja as imagens:

Leia mais sobre menino no balão

    Leia tudo sobre: balao

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG