Padre flagrado com mulher nos EUA estreia na Igreja Episcopal

Miami, 31 mai (EFE).- Em uma igreja abarrotada de fiéis e seguidores, o polêmico padre hispânico Alberto Cutié fez hoje seu primeiro sermão como novo membro da Igreja Episcopal, após abandonar esta semana o catolicismo por violar o celibato.

EFE |

Cerca de quatrocentas pessoas, uma boa parte delas latinas, encheram o interior da igreja e tomaram os corredores laterais e a porta de acesso principal, perante a impossibilidade de encontrar um lugar livre nos bancos.

Entre aplausos e fotos, o popular padre entrou no templo da Igreja da Ressurreição, em Miami, vestido de branco junto ao bispo episcopal Leo Frade e um grupo de ajudantes.

Momentos antes de pronunciar no altar o sermão, por ocasião da celebração de Pentecostes, vários fiéis se levantaram e aplaudiram, o que foi recebido com ampla satisfação por Cutié, de 40 anos e origem cubana.

Durantes os 15 minutos em que falou, em um discurso em inglês e repleto de comentários jocosos e brincadeiras, o padre Alberto se pôs especialmente sério ao assegurar que durante a semana em que tomou a decisão de entrar na comunidade episcopal, o "espírito de Deus" estava com ele.

Rhuma Canellis, namorada do padre Alberto, se sentou junto com a família em um banco reservado na primeira fila, enquanto um agente armado da Polícia ficou próximo a ela e outros policias vigiaram a porta principal. EFE emi/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG