Padre de cidade colombiana onde chegará missão francesa é atacado

Um sacerdote católico, pároco da cidade colombiana de San José - onde se espera uma missão francesa para prestar atendimento a Ingrid Betancourt e a outros reféns -, ficou ferido após ter sido atacado por um homem com uma arma cortante, informou uma autoridade civil.

AFP |

Segundo Marcos Serna, prefeito de San José (capital do departamento de Guaviare), o sacerdote Luis Hernando Betancur foi atacado pouco depois da meia-noite de quarta-feira (05H00 GMT de quinta-feira) por um indivíduo que foi até sua casa e o esfaqueou seis vezes.

"Ele recebeu facadas no ombro, no braço, no pescoço e no abdômen", afirmou Serna, lembrando que o sacerdote é pároco da igreja de María Auxiliadora do bairro Modelo. Ferido, o sacerdote foi para o hospital local, onde sofreu uma cirurgia. Segundo Serna, Betancur está fora de perigo.

Apesar da mídia local ter afirmado que o ataque contra o sacerdote estaria ligado ao fato de que ele estivesse procurando entrar em contato com guerrilha das Farc para que os rebeldes aceitassem a ida da missão médica francesa até Ingrid. A versão, no então, foi desmentida por outros sacerdotes católicos.

"Não é certo que o padre Luis Hernando faça parte de uma comissão para buscar contatos com a guerrilha", disse à AFP o monsenhor Guillermo Orozco, bispo do departamento de Guaviare, que acredita ter se tratado de um assalto.

Víctor Salamanca, deputado (legislador local) de San José, contou à AFP que o sacerdote havia participado no último fim de semana em um evento público com o presidente colombiano, Alvaro Uribe.

sab/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG