Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Padre argentino é proibido de dar aula por descrer de Adão e Eva

O padre argentino e professor universitário Ariel Alvarez Valdés não poderá continuar dando aulas por ordem do Vaticano, que argumentou que o religioso nega a existência de Adão e Eva, informou a imprensa local nesta quinta-feira.

AFP |

Valdés é doutor em Teologia Bíblica e professor da Universidade Católica de Santiago del Estero (província do norte argentino) e do Seminário Diocesano de Catequese.

A sanção foi adotada pelo Vaticano e assinada pelo cardeal Tarciso Bertone, ex-secretário da Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé, segundo a agência oficial Telam.

O padre, autor de vários livros e que, habitualmente, oficia missas na paróquia Nuestra Señora del Pilar, da capital dessa província, tampouco poderá contribuir com publicações jornalísticas e fazer comentários por rádio e TV.

Entre as declarações que levaram à sua suspensão e proibição, estão a negação da historicidade do anjo que falou com a Virgem Maria, a negação das aparições físicas da Virgem, entre outras que, segundo o Vaticano, são contrárias à doutrina da Igreja Católica.

jos/tt

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG