Padre argentino casa o próprio filho

Buenos Aires, 3 abr (EFE).- Um padre argentino ordenado sacerdote há nove anos, depois da morte de sua esposa, oficiará na próxima sexta-feira o casamento de seu próprio filho.

EFE |

No início dos anos 70, José Alberto Cruchinho, de 64 anos, decidiu abandonar o seminário porque a Igreja adotou uma linha com a qual não comungava, e anos mais tarde conheceu a mulher que se tornaria sua esposa e mãe de Pablo Andrés, seu único filho.

A morte de sua esposa em 1987, vítima de câncer, o levou a se mudar para Vila María, uma pequena localidade da província argentina de Córdoba, onde se reencontrou com sacerdotes que o motivaram a retomar o seminário, explica o jornal "A Voz do Interior".

O padre "Pepe", como é conhecido em Pasco, o povoado de 1,2 mil habitantes em que é pároco, reconhece que sua situação é pouco comum, mas ao mesmo tempo lembra que "há vários padres que se casaram, tiveram sua família e depois se ordenaram sacerdotes, após distintas circunstâncias da vida".

Foi seu filho, que a princípio demorou a aceitar sua situação por temor às brincadeiras dos colegas no colégio, que propôs que ele o casasse, após já haver batizado seus três netos. EFE ea/pb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG