Pacto de segurança no Iraque está próximo, dizem Bush e Maliki

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, conversou com o primeiro-ministro do Iraque, Nuri al-Maliki, na quinta-feira e os dois concordaram que caminhavam bem as negociações sobre um pacto de segurança de longo prazo, afirmou o governo norte-americano. Na semana passada, Maliki disse que o processo estava paralisado. Os dois líderes conversaram a respeito das atuais negociações para estabelecer relações bilaterais normalizadas --e concordaram que essas negociações caminham bem e que idéias construtivas vinham sendo oferecidas por ambos os lados, afirmou em nota Gordon Johndroe, porta-voz da Casa Branca.

Reuters |

Os dois países negociam um novo acordo de segurança para fornecer uma base jurídica à presença das forças norte-americanas no Iraque depois de o atual mandato da Organização das Nações Unidas (ONU) expirar, no dia 31 de dezembro. Além disso, os dois países conversam a respeito de um acordo sobre seus laços políticos, econômicos e militares.

Na semana passada, Maliki disse que o processo estava paralisado em meio a discussões sobre a soberania iraquiana. Os EUA desistiram de conseguir imunidade jurídica para os empreiteiros civis que trabalham no Iraque.

'O presidente Bush reafirmou o compromisso dos EUA com elaborar um acordo que respeite totalmente a soberania iraquiana,' afirmou Johndroe. Os dois líderes conversaram por meio de equipamentos de videoconferência.

(Reportagem de Jeremy Pelofsky)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG