Pacote-bomba mata chefe de segurança de ministro grego

Essa é a primeira vez que ocorre um atentado contra o aparato de segurança da Grécia

AFP |

O chefe de segurança do ministro grego da Ordem Pública, encarregado da polícia, morreu nesta quinta-feira na explosão de um pacote-bomba no gabinete do ministro, situado na sede da polícia grega, anunciou uma fonte oficial.

A vítima foi identificada como Georges Vassilakis, de 52 anos, e a forte explosão ocorreu em seu escritório, situado a alguns metros do gabinete do ministro Michalis Chryssohoidis. Apesar de estar presente no momento do ataque, o ministro está são e salvo, acrescentou a fonte.

Essa é a primeira vez que ocorre um atentado contra o aparato de segurança grego, em um edifício cuja entrada está, em princípio, sob estrito controle policial.

A explosão ocorreu no sétimo andar do prédio, situado em uma grande avenida periférica de Atenas, sede do ministério e da polícia, que foi esvaziado.

No passado, atentados reivindicados por grupos extremistas tiveram como alvo dois colegas de Chryssohoidis, sem que eles perdessem a vida.

O último atentado fracassado a bomba foi realizado em maio de 2006 contra o carro do ministro conservador, que não saiu ferido. A ação foi reivindicada pelo grupo Luta Revolucionária, no qual militam seis supostos membros detidos em abril.

    Leia tudo sobre: Gréciaatentado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG