Pacote turístico para lésbicas oferece fertilização artificial na Espanha

Uma agência de turismo espanhola especializada em clientes gays e lésbicas lançou um pacote turístico para Alicante que inclui, além do hotel 5 estrelas com vista para o mar, um tratamento de fertilização artificial.

BBC Brasil |

O pacote, resultado de uma parceria entre a agência Rainbow Tourism e o Instituto Bernabeu - de fertilidade e ginecologia, que há mais de 25 anos atua no setor -, é exclusivo para casais de lésbicas.

Segundo disse à BBC Brasil Maria José Rico, da Rainbow Tourism, a ideia surgiu porque, na Espanha, a legislação para os tratamentos de fertilização artificial é menos restritiva do que em outros países.

"As mulheres não precisam ser casadas para receber o tratamento aqui na Espanha, e os doadores podem se manter anônimos. Além disso, o preço do tratamento aqui é cerca de 10 vezes menor do que nos Estados Unidos", afirma Maria José.

O pacote turístico anunciado na última sexta-feira oferece uma semana em um hotel cinco estrelas de frente para o mar, com massagens relaxantes (para preparar o corpo da mulher prestes a passar pelo tratamento), por 600 euros (R$ 1600) por pessoa, em quarto duplo.

O preço do tratamento médico varia a cada caso, explicou à BBC Brasil o médico Rafael Bernabeu, do Instituto Bernabeu.

Tratamento

"Se for o tratamento básico, em que a paciente é jovem é pode usar o próprio óvulo, o custo é de 1.500 euros para pacientes estrangeiras. No caso de a mulher necessitar da doação de óvulos, o preço sobe para 8.000 euros", disse ele.

As pacientes também passam por exame médico e têm que trazer alguns atestados, certificando que elas não possuem doenças como hepatite, por exemplo. A clínica tem seu próprio banco de sêmen, com doadores anônimos, que pode ser usado durante o tratamento.

A Rainbow Tourism afirma que a promoção foi criada pensando principalmente em mulheres na Grã-Bretanha, Suíça, Itália, Estados Unidos, Canadá e Alemanha.

"Anunciamos o pacote na sexta-feira passada. Aos poucos estamos começando a promovê-lo internacionalmente", disse Maria Jose Rico.

Ela afirma que ainda não dá para medir a procura, por conta do pouco tempo, mas prevê que o pacote será bem recebido.

Bernabeu afirma que a procura da clínica espanhola por mulheres britânicas aumentou muito depois de uma nova lei britânica que entrou em vigor em 2005, e que acabou com o direito ao anonimato dos doadores de esperma.

Segundo Bernabeu, "entre 35% e 40% das mulheres britânicas que nos procuram são solteiras ou lésbicas. Entre as pacientes vindas de outros países, essa cifra corresponde a cerca de 20%".

Além das férias e do tratamento, a agência ainda oferece os serviços de organizar um casamento. Há quatro anos a Espanha autorizou a união civil entre pessoas do mesmo sexo. Neste caso, no entanto, um dos dois tem que ser residente no país.

Leia mais sobre turismo

    Leia tudo sobre: turismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG