Paciente que teve 80% do rosto transplantado passa bem

A mulher que teve 80% do rosto transplantado, em uma cirurgia realizada em dezembro passado, está bem, informou a equipe de médicos encarregada da operação, citada nesta terça-feira pela revista britânica The Lancet.

AFP |

Connie Culp, 46 anos, havia perdido nariz, boca, nervos e pele do rosto após ser baleada na face pelo marido, em 2004.

Durante a operação, que durou 22 horas, oito cirurgiões transplantaram o rosto de uma doadora, com morte cerebral, incluindo nariz, lábio superior, mandíbula superior, dentes incisivos, palato e várias glândulas.

Após o implante dos ossos, foram conectadas artérias e veias. Ao final de duas horas e 40 minutos, os tecidos transplantados ganharam cor, confirmando o bom resultado da cirurgia. Em seguida, foram ligados os nervos faciais.

Até o momento, a paciente sofreu apenas um episódio de rejeição, no 47º dia após a operação, que foi superado com medicamentos.

Connie Culp voltou a ter sensibilidade no rosto após seis meses, e o restabelecimento muscular, particularmente sua capacidade para sorrir e pronunciar vogais, "progride, mas lentamente", segundo os médicos.

A mulher continua tendo dificuldades para mover o lábio superior e as pálpebras inferiores, e não há certeza sobre uma completa recuperação, mas funções cruciais, como olfato, capacidade para comer alimentos sólidos, beber em copo e falar de maneira inteligível foram restabelecidos, destaca The Lancet.

"Psicologicamente, está bem. Não tem sintomas de depressão ou de estresse pós-traumático", destaca a equipe de cirurgiões dirigida por Maria Siemionow, da clínica de Cleveland, em Ohio (EUA).

ri/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG