Outro bispo irlandês renuncia por envolvimento com pedofilia

Cidade do Vaticano, 22 abr (EFE).- O papa Bento XVI aceitou a renúncia do bispo irlandês James Moriarty por seu envolvimento nos casos de padres pedófilos nesse país, informou hoje o Vaticano.

EFE |

Moriarty, bispo de Kildare e Leighlin, apresentou sua renúncia em 23 de dezembro, após ser acusado no relatório "Murphy" de ter encoberto, quando era prelado auxiliar de Dublin, os abusos sexuais contra menores por clérigos da arquidiocese da capital irlandesa.

A renúncia foi aceita por Bento XVI em conformidade com o artigo 401/2 do Código de Direito Canônico, pelo que "se roga encarecidamente" aos bispos diocesanos que apresentem sua renúncia "em caso de doença ou outra causa grave que interfira na sua capacidade de desempenhar a função".

O bispo é um dos três prelados que renunciaram nos últimos meses após a divulgação de dois relatórios oficiais irlandeses - o Relatório Ryan e o Relatório Murphy - que revelaram que durante 70 anos centenas de crianças na Irlanda sofreram abusos sexuais por sacerdotes nesse país, sobretudo na arquidiocese de Dublin entre 1975 a 2004.

Conforme o papa, os sacerdotes pedófilos devem responder diante de Deus e dos tribunais e ordenou uma inspeção das dioceses e seminários onde foram cometidos esses abusos. EFE jl/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG