Otan vai retirar 5 mil soldados do Kosovo em janeiro

Bruxelas, 8 jun (EFE).- A Organização do Tratado Atlântico Norte (Otan) vai retirar cinco mil soldados do Kosovo em janeiro de 2010, o que deixará a região com dez mil militares, já que considera que as condições de segurança no local assim o permitem, asseguraram hoje fontes diplomáticas americanas.

EFE |

As autoridades militares aliadas vão propor esta redução aos ministros da Defesa dos países-membros da Otan que se reunirão nos próximos dias 11 e 12 em Bruxelas.

Outras fontes diplomáticas explicaram que a redução planejada pelo comando militar aliado inclui três fases. A primeira será esta em janeiro; a segunda prevê a retirada de mais quatro mil soldados; por fim, mais dois mil militares deixarão o Kosovo.

O objetivo final é que, em uma data ainda não divulgada, restem apenas dois mil soldados para apoiar e vigiar a força de Segurança do Kosovo (KSF, em inglês), treinada pela Otan e formada por 2.600 militares de diferentes etnias.

Em março, a Espanha anunciou sua decisão de retirar seus soldados do Kosovo no final de setembro, o que provocou as críticas da Otan e dos Estados Unidos por não ter sido uma medida previamente acordada.

"Os EUA defenderam o princípio de entrar juntos e sair juntos, não um a um. Portanto, qualquer redução de tropas dos países da Otan deve ser decidida pelas autoridades militares e não por nações individualmente", afirmou a fonte americana.

"A Otan e os EUA dividem a preocupação quanto às condições de segurança no Kosovo. Por isso, nos movimentaremos de forma muito gradual para ter a certeza de que a redução contribui para a estabilidade, e não à instabilidade", concluiu. EFE met/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG