Otan revista casa de Karadzic em busca da rede de apoio a Mladic

Sarajevo, 2 dez (EFE).- Soldados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) revistaram hoje, em Pale, na Bósnia-Herzegovina, a casa de Radovan Karadzic, processado pela Justiça internacional por supostos crimes de guerra, em busca de informações sobre uma rede de apoio ao foragido Ratko Mladic.

EFE |

"Temos motivos para crer que as redes de apoio de Karadzic e Mladic coincidem, e queríamos falar com membros da família de Karadzic sobre sua possível comunicação com os que ajudam Mladic", disse o porta-voz da Otan em Sarajevo, Dereck Chapell, à imprensa local.

A revista em Pale, localidade cerca de 30 quilômetros ao sudeste de Sarajevo, durou das 3h15 às 7h (0h15 a 4h de Brasília).

Chapell disse que membros da Otan conversaram com a esposa de Karadzic, Ljiljana Zelen-Karadzic, e que, durante a revista, havia sete pessoas em casa e que a operação foi útil.

"Embora Karadzic esteja em Haia, a rede de seus ajudantes não pode desaparecer da noite para o dia, e é de nosso interesse e do das autoridades da Bósnia-Herzegovina que seja identificada", disse o porta-voz.

Karadzic, ex-líder político servo-bósnio, foi detido em julho, em Belgrado, após se esconder durante mais de 12 anos, e extraditado ao Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII), em Haia, para ser processado.

Mladic, acusado - como Karadzic - de genocídio em relação ao massacre na cidade bósnia de Srebrenica e de outros crimes cometidos durante a Guerra da Bósnia (1992-1995), continua em liberdade e poderia estar escondido na Sérvia. EFE Nh-Sn/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG