Otan reduzirá tropas de 15 mil para 5.700 soldados no Kosovo

Pristina, 13 ago (EFE).- O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), o dinamarquês Anders Fogh Rasmussen, anunciou hoje, em Pristina, a intenção da Aliança de reduzir suas tropas no Kosovo dos atuais 15 mil, para 5.

EFE |

700 militares.

"Decidimos reduzir gradualmente o número de tropas no Kosovo, na medida em que vejamos que continua a melhora da situação de segurança", disse Rasmussen, em entrevista coletiva, depois de se reunir em Pristina com o comandante da Força para o Kosovo (KFOR, na sigla em inglês), o italiano Giuseppe Emilio Gay.

Em sua primeira visita ao Kosovo como secretário-geral da Otan, Rasmussen se reuniu hoje com o presidente do país, Fatmir Sejdiu; o primeiro-ministro, Hashem Thaçi, e o da Defesa, Fehmi Mujota.

A Otan controla a segurança do território da ex-província iugoslava desde que terminou sua intervenção bélica em 1999, que colocou um fim no domínio de Belgrado no Kosovo.

Atualmente 15 mil militares se encontram no Kosovo, apesar de vários países já terem anunciado sua intenção de retirar suas tropas.

O diplomata dinamarquês afirmou que a Otan continuará apoiando a KFOR, um pequeno Exército fundado depois que a população majoritária albano-kosovar declarou sua independência em fevereiro de 2008, apesar da rejeição de Belgrado.

Desde então, 62 nações reconheceram o Kosovo como país soberano.

EFE am/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG