Otan propõe à Rússia uma cooperação reforçada

O secretário geral da Otan (Organização para o Tratado do Atlântico Norte), Anders Fogh Rasmussen, propôs nesta sexta-feira que a Otan e a Rússia reforcem sua cooperação em todos os domínios e revitalizem seu diálogo no Conselho Otan-Rússia.

AFP |

"Acho que a Otan e a Rússia podem recomeçar", declarou Rasmussen, em discurso em Bruxelas.

Ele apresentou três propostas concretas para obter este acordo. A primeira consiste em analisar imediatamente o reforço da cooperação (Otan-Rússia) em todos os âmbitos considerados por eles de interesse comum.

Rasmussen citou a luta contra o terrorismo, a proliferação de armas em destruição em massa e a estabilização do Afeganistão.

Para restabelecer a confiança, Rasmussen deseja "revitalizar" o Conselho Otan-Rússia (órgão de consulta entre a Aliança e Moscou), para poder abordar estes temas sem prejulgamento.

Ele também ofereceu nesta sexta-feira à Rússia a revisão conjunta dos novos desafios de segurança do século 21.

Rasmussen se mostrou favorável a examinar a proposta de a nova arquitetura de segurança euro-atlântica do presidente russo, Dimitri Medvedev, para tentar tranquilizar Moscou.

pm/ylf/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG