Otan pede para que Rússia envie observadores a exercícios na Geórgia

Bruxelas, 22 abr (EFE).- O porta-voz da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), James Appathurai, incentivou hoje a Rússia a enviar observadores aos exercícios militares que o organismo efetuará na Geórgia em maio, para assim comprovar que não constituem uma ameaça para ninguém.

EFE |

"A Otan observaria isso de maneira bastante positiva, como forma de reduzir possíveis mal-entendidos ou preocupações", disse Appathurai em entrevista coletiva.

O porta-voz destacou que a Otan continua com seus preparativos para realizar uma simulação de operação militar na Geórgia entre 6 de maio e 1º de junho.

O anúncio gerou mal-estar em Moscou, tanto que o presidente russo, Dmitri Medvedev, intitulou a decisão da Otan de "míope" e perigosa. Posteriormente, a Rússia cancelou sua participação na reunião dos chefes dos estados maiores militares de ambas as partes, prevista para 7 de maio.

Appathurai destacou que estas manobras militares estavam previstas desde o primeiro semestre de 2008, dando a entender que não teriam relação com o conflito russo-georgiano de agosto.

Um dos exercícios simulará uma missão humanitária sob o comando da ONU, no qual participarão 650 soldados, e o outro treinará a defesa frente a um ataque terrorista, com cerca de 400 militares.

EFE met/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG