Otan nega fortalecimento de sua presença naval no Mar Negro

A Otan rebateu nesta quinta-feira as acusações russas de que está fortalecendo a presença naval no Mar Negro e explicou que cinco de seus navios de guerra se encontram na região para exercícios de rotina, planejados há muito tempo.

AFP |

"Não existe um fortalecimento naval no Mar Negro como as autoridades russas clamam na imprensa", declarou a porta-voz da Aliança Atlântica, Carmen Romero.

"É um deslocamento de rotina que havia sido planejado há um ano. A solicitação de trânsito pelos estreitos turcos (Bósforo e Dardanelos) foi apresentada em junho, muito antes da atual crise da Geórgia, e não tem nenhuma relação", acrescentou.

Na quarta-feira, Moscou anunciou a adoção de "precauções" contra os Estados Unidos e os navios da Otan no Mar Negro, mas que esperava que não acontecesse um confronto.

A Otan informou que o Grupo Marítimo Um da Otan no Mar Negro está integrado pela fragata espanhola "Almirante Don Juan de Borbón", a alemã "FGS Luebeck", a polonesa "General K Pulaski" e o destróier americano "USS Taylor".

Segundo a Otan, quatro de seus navios estão atualmente na costa da Romênia para exercícios conjuntos com as forças navais romena e búlgara.

"Estes navios não vão permanecer mais de 21 dias no Mar Negro. Isto demonstra que estes exercícios não vão aumentar a tensão como afirmam os russos", disse a porta-voz da Otan.

loc-siu/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG