O presidente ucraniano Viktor Yushchenko e o secretário-geral da Otan, Jaap de Hoop Scheffer, declararam nesta segunda-feira, em Kiev, que apenas os Estados membros da Aliança devem decidir sobre a eventual adesão da Ucrânia ao organismo, rejeitando o direito de veto russo.

"É preciso saber que se trata de um diálogo entre a Ucrânia e a Aliança e que um país que não é membro da Otan não deve ter, em minha opinião, direito à veto", afirmou Yushchenko, em uma clara alusão à Rússia, que se opõe ferrenhamente à entrada da Ucrânia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

"O poder de decisão na Otan é dos 26 aliados (que fazem parte dessa entidade) e apenas eles", afirmou, por sua vez, De Hoop Scheffer.

ant/vl/cn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.