Otan investigará morte de civis em ataque militar no Afeganistão

Cabul, 8 ago (EFE).- O comando militar da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão anunciou hoje que abriu uma investigação para esclarecer a possível morte de dois civis em um ataque com bombas lançado por tropas afegãs e internacionais na província de Uruzgan, centro do país.

EFE |

Um comunicado indicou que soldados afegãos e da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), sob comando da Otan, lançaram nesta sexta-feira bombas contra um insurgente que estava observando as atividades dos militares e coletando informação perto de uma base do Exército afegão.

O indivíduo estava em uma zona a partir da qual os rebeldes fazem ataques com mísseis contra a base.

De acordo com esta versão, um dos projéteis não atingiu o alvo e caiu perto de uma área habitada.

Pouco depois do ataque, moradores denunciaram que duas pessoas tinham morrido devido ao impacto dos projéteis.

"A perda de qualquer vida inocente é lamentável e a Isaf e as forças afegãs continuarão com seus esforços para evitar vítimas civis", indica a nota.

Segundo dados fornecidos pela Missão de Assistência da ONU no Afeganistão (Unama), 2.118 civis morreram pelo conflito em 2008, 39% deles em ações atribuídas às tropas estrangeiras, especialmente em ataques aéreos. EFE lo/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG