Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Otan e Rússia retomam contatos nesta sexta sob pressão de Moscou

Os contatos de alto nível entre Rússia e Otan, interrompidos desde o conflito russo-georgiano de agosto, serão retomados na sexta-feira, sob pressão de Moscou, que quer uma revisão geral das relações entre ambas as partes.

AFP |

O secretário-geral da Otan, Jaap de Hoop Scheffer, terá conversas "confidenciais" com o embaixador da Rússia, Dimitri Rogozin, durante um almoço, na sexta-feira, na sede da Organização do Tratado do Atlântico Norte, em Bruxelas.

A Rússia quer aproveitar a oportunidade para fazer uma revisão geral de suas relações com a Aliança Atlântica, declarou Rogozin, nesta quinta-feira, ao confirmar a reunião.

"Gostaria de estar bem seguro do que pensam os dirigentes da Otan da renovação de nossas relações", disse Rogozin à AFP.

"Se queremos trabalhar juntos, espero que o secretário-geral possa me propor datas e temas de discussão e verei com Moscou se nos convém, e se aceitamos retomar a discussão", acrescentou.

"As relações Otan-Rússia não devem ser de mão única, mas a oportunidade de uma troca de pontos de vista", continuou Rogozin, afirmando que "é necessário pôr tudo sobre a mesa".

No dia 2 de dezembro, durante uma reunião de chanceleres em Bruxelas, os membros da Otan concordaram sobre a retomada "condicional" e "progressiva" dos contatos com a Rússia, suspensos em 19 de agosto, após o conflito russo-georgiano.

O embaixador russo disse estar "pronto" para realizar uma "sessão informal do Conselho Otan-Rússia" com seus homólogos dos 26 países aliados. Esse será um dos temas em pauta no almoço de amanhã.

Segundo Rogozin, nesse Conselho Otan-Rússia "será preciso voltar a analisar tudo o que aconteceu em agosto e setembro".

pm-mar/tt

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG