Otan e Polícia afegã repelem ataque e matam mais de 50 talibãs

Cabul, 27 jul (EFE).- A Polícia afegã, apoiada por tropas e aviões da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), repeliu nesta madrugada um ataque de 100 insurgentes que chegaram à província de Jost pelo Paquistão, 50 dos quais foram mortos, afirmaram fontes oficiais.

EFE |

No ataque, a Polícia afegã perdeu dois agentes, ao passo que outros quatro ficaram feridos, informou à Agência Efe o governador provincial Arsala Jamal.

"Ontem à noite, um grande número de militantes talibãs armou uma emboscada contra um veículo da Polícia na região de Spira, matando dois policiais e ferindo quatro", disse.

A Polícia afegã "pediu imediatamente o apoio aéreo da Otan", que bombardeou a área, em um ataque no qual morreram pelo menos 50 dos talibãs, disse Jamal.

Em um comunicado, a Força Internacional de Assistência à Segurança no Afeganistão (Isaf), comandada pela Otan, confirmou que a resposta ao ataque de 100 insurgentes em Spira e acrescentou que o número de talibãs mortos é "de dois dígitos".

Os talibãs, segundo a Isaf, usaram armas de cano curto e granadas no ataque à Polícia.

No contra-ataque, "as unidades da Polícia afegã e da Isaf cercaram os insurgentes e pediram apoio aéreo", informou a tropa internacional.

"Alguns insurgentes tentaram se defender em um edifício próximo, que os helicópteros atacaram com mísseis", disse a Isaf, segundo a qual os confrontos continuaram até o início da manhã de hoje.

Já o porta-voz talibã, Qari Yusif Ahmadi, confirmou os combates, mas desmentiu o número de mortos informado por Jamal e negou que os insurgentes tenham sido repelidos.

Segundo Ahmadi, os talibãs "tomaram o quartel-general distrital" em Spira. EFE nh/fh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG