Otan diz que a Albânia e Croácia defenderão valores da liberdade

Bruxelas, 7 abr (EFE).- O secretário-geral da Otan, Jaap de Hoop Scheffer, disse hoje que a Albânia e Croácia demonstraram estar prontas para defender os valores da liberdade da organização e ofereceu a ambos os países a solidariedade dos aliados após sua adesão à organização, na quarta-feira passada, 1º de abril.

EFE |

"Sua presença contribuirá para dar mais força à nossa Aliança", afirmou Scheffer na cerimônia de boas-vindas que a Otan celebrou hoje em seu quartel-general em Bruxelas.

O secretário-geral da Aliança, que fica no cargo até 31 de julho quando será substituído pelo ex-primeiro-ministro dinamarquês, Anders Fogh Rasmussen, comentou que o acesso da Albânia e Croácia demonstra que a liberdade é "irresistível" e que nações de ambos os lados do Atlântico se unem quando podem escolher livremente.

"Esta é a prova mais clara que na Europa de hoje a geografia já não marca o destino", acrescentou, ressaltando "a importância que esta ampliação da Otan tem para o leste europeu após anos de guerra, atrocidades e limpeza étnica", em referências aos regimes comunistas.

O primeiro-ministro da Albânia, Sali Berisha, disse que o dia de acesso da Albânia à Otan foi o mais importante desde a declaração de independência.

Por sua vez, o premiê da Croácia, Ivo Sanader, afirmou que o acesso de seu país à Otan evidencia que ele compartilha com os aliados os princípios de "liberdade, estado de direito, democracia e direitos humanos". EFE mrn/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG