Otan, dividida ante a Rússia, vai reiterar apoio à Geórgia

Os ministros de Relações Exteriores da Otan vão reiterar terça-fera o apoio à Geórgia durante reunião extraordinária em Bruxelas, mas parecem divididos sobre a estratégia a tomar a longo prazo ante a Rússia.

AFP |

"Examinaremos com nossos aliados e de forma bilateral as conseqüências das ações da Rússia, em relação a sua integração nas instituições", disse a secretária americana Condoleezza Rice que vai participar.

O encontro de Bruxelas foi convocado a pedido de Washington.

As tropas russas entraram no dia 8 de agosto na Geórgia em represália por uma ofensiva militar empreendida por Tbilisi um dia antes, para tomar o controle da Ossétia do Sul, uma região separatista pró-russa.

Em abril, os dirigentes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) se negaram a conceder imediatamente o status oficial à adesão da Geórgia e da Ucrânia, duas ex-repúblicas soviéticas, embora tenham aceitado acolhê-las no futuro. Naquela época, Alemanha e França haviam expressado reticências.

O acesso de Tbilisi e Kiev à candidatura oficial à adesão, será objeto de nova avaliação em dezembro pelos 26 países da Otan. Moscou se opõe mais que nunca à ampliação da Aliança Atlântica a suas fronteeras.

siu/so/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG