Otan conclui polêmicas manobras navais no Mar Negro

A frota da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) que estava participando de manobras no Mar Negro denunciadas pela Rússia como uma concentração naval suspeita vai se mover para o Mediterrâneo conforme previsto, anunciou nesta quarta-feira a aliança.

AFP |

Este "grupo naval permanente da Otan está deixando o Mar Negro hoje, após visita à Romênia e à Bulgária", indicou a Otan em um comunicado.

Deste modo, a Otan atua conforme a Convenção de Montreux, que limita a 21 dias os envios de forças navais de países que não ficam à margem do Mar Negro", destacou o texto.

Quatro barcos de guerra, um norte-americano, um alemão, um espanhol e outro polonês, participavam desde 21 de agosto passado de um exercício naval em frente ao litoral de outros dois países da Otan, Romênia e Bulgária.

A presença destes navios, assim como a de dois barcos americanos enviados com ajuda humanitária para a Geórgia, foi denunciada pelo primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, como um reforço da Otan no Mar Negro, no momento de uma grande tensão na região.

pm/lm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG