Otan apóia Geórgia frente à pressão de Rússia por Abkhásia e Ossétia do Sul

A Otan manifestou nesta sexta-feira seu apoio à Geórgia diante da decisão da Rússia de reforçar seus vínculos com duas regiões separatistas desse país, Abkhásia e Ossétia do Sul, informou o porta-voz da Aliança Atlântica James Appathurai.

AFP |

Ao receber o vice-primeiro-ministro georgiano, Giorgi Baramidze, o vice-secretário-geral da Otan, Claudio Bisogniero, confirmou que a Aliança Atlântica "quer que a Rússia volte atrás em sua decisão", afirmou Appathurai.

Segundo o porta-voz, a delegação georgiana "expressou a preocupação da Geórgia e sua satisfação pela posição adotada na quarta-feira pelo secretário-geral da Otan, Jaap de Hoop Scheffer".

Nesse dia, De Hoop Scheffer instou Moscou a renunciar a uma medida que "afeta a soberania da Geórgia".

O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou na quarta-feira a seu governo que "coopere com as autoridades de fato da Abkhásia e da Ossétia do Sul", em particular no âmbito econômico, o que causou descontentamento em Tiblisi e preocupou o Ocidente.

Abkhásia e Ossétia do Sul proclamaram unilateralmente sua independência um dia depois da queda da União Soviética, no início da década de 90, e a defenderam durante vários conflitos armados com as forças georgianas.

pm/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG