Otan admite morte de civis inocentes no Afeganistão

A Otan anunciou nesta terça-feira que seus aviões mataram no sul do Afeganistão duas mulheres, uma criança e um idoso, ao bombardear uma casa da qual militantes talebans abriram fogo.

AFP |

"Os insurgentes utilizavam a casa como uma posição de tiro quando as forças mistas (internacionais e afegãs), ignorando a presença de civis, ordenaram um ataque aéreo contra o imóvel", afirma um comunicado da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) da Otan.

"Quando as forças internacionais conseguiram entrar no imóvel, encontraram os corpos de quatro civis - duas mulheres, uma criança e um idoso - e quatro homens, suspeitos de ser insurgentes", acrescenta o texto.

A população e o governo afegão se queixam regularmente de ataques indiscriminados das forças internacionais que matam civis.

Cerca de 15 mil soldados estrangeiros e afegãos realizam atualmente uma grande operação no distrito de Nad Ali, em Helmand, na zona limítrofe com Gereshk, com o objetivo de retirar os insurgentes de seus principais redutos.

Leia mais sobre Afeganistão

    Leia tudo sobre: afeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG