Ossétia do Sul não fará parte da Rússia, diz presidente de região separatista

Moscou, 11 set (EFE).- O presidente da separatista Ossétia do Sul, Eduard Kokoiti, declarou hoje que foi mal-interpretado e que a província georgiana não renunciará à independência nem fará parte da Rússia.

EFE |

"Pelo visto, me entenderam mal. Não temos intenção de renunciar à nossa independência, que alcançamos ao preço de tantas vítimas, e a Ossétia do Sul não tem intenção de fazer parte da Rússia", disse Kokoiti em uma entrevista à agência russa "Interfax".

Kokoiti reconheceu que "muitos na Ossétia do Sul falam da unificação com a Ossétia do Norte", e acrescentou que "ninguém pode proibir a manifestação de tais opiniões".

"Mas a Ossétia do Sul não pensa em fazer parte da Rússia, e tem intenção de estabelecer relações interestatais civilizadas com todos os Estados no âmbito do direito internacional", ressaltou.

Pouco antes, Kokoiti teria falado sobre a intenção da Ossétia do Sul, cuja independência foi reconhecida por Moscou, de se unir à vizinha república russa da Ossétia do Norte e fazer parte da Rússia.

"Passaremos a fazer parte da Rússia e não temos intenção de criar uma Ossétia independente", teria dito Kokoiti durante um encontro no clube internacional de debate Valdai, segundo várias agências russas. EFE egw/fh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG