frágil - Mundo - iG" /

OSCE afirma que situação no Kosovo permanece frágil

Pristina, 3 fev (EFE).- A Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE) destacou hoje que a situação no Kosovo continua sendo frágil e que a ajuda internacional é necessária para garantir a estabilidade na ex-província sérvia, que, em duas semanas, celebra o primeiro ano de sua autoproclamada independência.

EFE |

A declaração foi feita hoje por Dora Bayokani, presidente de turno da OSCE e ministra de Assuntos Exteriores da Grécia, em entrevista coletiva durante a visita que realiza a Pristina, na qual garantiu o apoio da organização ao Kosovo.

"A situação no Kosovo continua sendo frágil e precisa de uma atenção especial da comunidade internacional", disse Bayokani após se reunir com o presidente kosovar, Fatmir Sejdiu.

A diplomata grega assegurou que a OSCE "apoia a vontade de ajudar os kosovares, independentemente de raça e religião, para alcançar seus sonhos de um futuro europeu".

Bayokani indicou que os Bálcãs "tiveram suficientes conflitos", e insistiu em que chegou o "momento da paz, das soluções mutuamente aceitadas e de um empurrão comum em direção à integração europeia".

Uma tarefa com a qual a OSCE colaboraria, apesar de Bayokani ter admitido que, dentro da própria organização, que reúne 56 Estados, não há consenso sobre a independência do Kosovo, que muitos países ainda não reconheceram.

Entre eles, a Grécia é um dos poucos membros da União Europeia que ainda não aceitou a soberania kosovar.

O trabalho da organização no Kosovo é realizado sob um estatuto neutro devido a essas divergências, e sua principal tarefa foi organizar eleições parlamentares e municipais. EFE am/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG