O Senado tcheco aprovou nesta quarta-feira, em Praga, o Tratado de Lisboa, depois de a câmara de deputados ter feito a mesma coisa em fevereiro, o que permite sua ratificação final pelo presidente tcheco.

"É um dia importante para a República Tcheca, para seu posicionamento e sua influência na União Europeia e no mundo", indicou o vice-primeiro-ministro para Assuntos Europeus, Alexandr Vondra, depois da votação.

O tratado precisava de uma maioria de três quintos de todos os senadores presentes e foi aprovado pela câmara alta do Parlamento tcheco com 54 votos a favor de 79 senadores presentes e 20 votaram contra.

O processo de ratificação finalizará quando o eurocético presidente Vaclav Klaus colocar sua assinatura no tratado.

jma/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.