Os delírios dos fãs de Michael Jackson se multiplicam com sua morte

Os delírios em torno de Michael Jackson passaram a supera a ficção depois de sua morte, enquanto a pilha de processos de uma suposta esposa aumenta, o número de supostos pais de seus filhos e a seita dos raelianos afirma que o rei do pop está vivo em outro planeta se multiplicam.

AFP |

Uma cidadã de nome Claire Elisabeth Fields Cruise, por exemplo, declarou esta semana à imprensa, ao sair da Corte de Los Angeles, que entrou com uma ação dizendo ser a "única mãe biológica" dos filhos de Jackson.

Fields Cruise afirmou ainda por cima que o rei do pop "sempre soube que era o pai biológico de Connor Cruise, o menino negro adotado por Tom Cruise e Nicole Kidman durante seu casamento e que o músico o teria dado pela cor de sua pele".

As declarações de Fields, obviamente, foram alvo de piadas e , inclusive, o site especializado em celebridades TMZ.com encerrou o noticiário do dia com a frase "Bem-vindo a Neverland", sem ter muito mais coisa a acrescentar.

Mas a ação judicial de Fields Cruise é apenas uma de uma lista enorme surgida após a morte de Jackson, com as reivindicações mais alucinantes possíveis.

"Existe tecnologia para remover crianças concebidas em um corpo e inseri-las no corpo de mães substitutas que os dão à luz", acrescentou Fields Cruise, tentando explicar porque não viveu as gestações dos filhos que reivindica.

Além disso, afirmou que Paris Jackson, a menina de 11 anos, filha de Jackson, assim como Prince Michael, de 12 e Prince Michael II, de 7 anos, foi concebida com um namorado extraoficial da universidade".

"Um dia antes destas declarações, o ex-ator britânico Mark Lester, padrinho das crianças de Jackson, disse que doou esperma a seu amigo para que pudesse ter filhos, e acredito que Paris seja minha filha", acrescentou.

Porta-vozes da família Jackson em Los Angeles se apressam em negar a versão, embora admitindo a grande amizade que uniu Lester e o cantor falecido aos 50 anos de uma parada cardíaca em 25 de junho.

A morte repentina do artista, que viveu seus últimos anos recluso, deu margem imediatamente a todo tipo de especulação e loucura, entre elas o surgimento de seu fantasma durante um especial no canal CNN realizado em Neverland.

Enquanto isso, a imprensa marrom continua especulando sobre o "suposto filho secreto" Omer Bhatti, um jovem de 24 anos que é amigo da família Jackson e que presenciou com eles a homenagem fúnebre durante a interpretação de "Billie Jean".

Sete semanas depois da morte do ícone pop, mais de 15.000 usuários da internet assinaram um pedido para que Jackson receba o Prêmio Nobel da Paz 2010 por ter se dedicado de corpo e alma a melhorar a situação global das crianças e da humanidade, segundo site iniciado por uma estudante de antropologia da universidade de Los Angeles.

pb/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG