Os crimes mais marcantes de 2008

De casos de incesto que chocaram o mundo a homicídios múltiplos no México, alguns dos crimes que fizeram as manchetes em 2008.

AFP |

- Josef Fritzl, um austríaco de 73 anos de idade, manteve sua filha como escrava sexual no porão da casa da família durante 24 anos, tendo com ela sete filhos. O caso veio à tona em abril.

Três das crianças nascidas da relação entre Fritzl e Elisabeth, que foi seqüestrada pelo pai aos 18 anos, ficaram morando com ela no porão, sem jamais ver a luz do dia. Um morreu pouco depois do parto e os outros três foram levados por Fritzl para viver na casa, apresentando-os à mulher, Rosemarie, como filhos abandonados de Elisabeth.

Rosemarie não sabia o que estava acontecendo no porão de sua casa. Quando a filha desapareceu, Fritzl forjou uma carta de Elisabeth, dizendo que havia fugido de casa para se unir a uma seita religiosa.

Entre outras acusações, Fritzl responde pela morte de um dos filhos, em 1996, já que não procurou ajuda mesmo sabendo que o recém-nascido corria o risco de morrer.

- Um estudante mascarado entrou atirando em uma escola na Finlândia, em setembro, matando 10 pessoas antes de cometer suicídio, um dia após ter sido interrogado pela polícia a respeito de um vídeo ameaçador que ele havia postado no YouTube.

Matti Juhani Saari, de 22 anos, cursava o segundo ano de Artes Culinárias. Ele percorreu os corredores do centro educacional em Kauhajoki, sudoeste da Finlândia, usando uma máscara de esqui e vestido de preto, descarregando sua arma nos estudantes antes de iniciar uma série de incêndios.

- No Japão, promotores indiciaram um homem por matar sete pessoas a facadas no meio da rua, após decidir que ele apresenta condições mentais para comparecer ao tribunal.

Tomohiro Kato, de 26 anos, trabalhava na indústria automobilística. Pesam contra ele acusações de homicídio e tentativa de homicídio, o que significa que ele provavelmente será condenado à morte.

Kato foi preso em flagrante no dia 8 de junho, após ter jogado uma caminhonete alugada em cima de pedestres no movimentado distrito de Akihabara, saindo do veículo em seguida para esfaquear os passantes a esmo. Sete pessoas morreram e dez ficaram feridas.

- Um britânico teve sete filhos com suas duas filhas, que estuprou durante anos. Ele foi condenado à prisão perpétua em novembro, em um caso descrito pelo juiz como o pior que ele já tinha visto.

O homem, de 56 anos, que não pode ter sua identidade revelada por motivos legais, engravidou as duas filhas 19 vezes em 25 anos de abuso contínuo. No tribunal, ele admitiu 25 estupros e quatro assédios.

A mais velha ficou grávida sete vezes, dando à luz quatro crianças - duas sobreviveram, duas morreram no dia de seu nascimento. A mais nova engravidou 12 vezes, e cinco de seus filhos sobreviveram.

- No dia 4 de dezembro, ladrões armados assaltaram uma das maiores joalherias do mundo, a Harry Winston, levando o equivalente a 80 milhões de euros (102 milhões de dólares) em jóias.

A loja escolhida fica num dos endereços mais caros de Paris, a Avenue Montaigne, na área da Champs-Elysees, onde a clientela inclui estrelas de Hollywood e até a rainha da Inglaterra.

doc-/ap/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG